Bem-vindos à Engenharia Automotiva

 

Como a Engenharia Automotiva difere de uma Engenharia Mecânica?

A engenharia mecânica abrange um campo bem amplo de aplicações para projeto, manufatura e manutenção de sistemas mecânicos. Suas disciplinas envolvem princípios físicos da cinemática, força, calor, transferência de massa e energia entre outros tópicos. Esse conhecimento fornece uma visão geral dos principais conceitos que seriam utilizados ao projeto de veículos, sistemas térmicos, construção civil, equipamentos e máquinas industriais e em muitas outras áreas. Entretanto, o curso aborda um aspecto generalista da engenharia e não apresenta, normalmente, os princípios e requisitos de um setor específico.

Fotos: Comunicação Institucional.

A Engenharia Automotiva é uma ciência aplicada que envolve as engenharias mecânica, elétrica e segurança para o projeto, manufatura e operação de veículos automotores como motos, automóveis, ônibus, tratores e caminhões e de seus sistemas funcionais. Neste curso, você tem a base do conhecimento destas engenharias para combiná-las ao trabalho do desenvolvimento de veículos de rodas. Praticamente, todos os conceitos vistos na engenharia mecânica são também compartilhados por um Engenheiro Automotivo, mas aplicado a um produto específico. Por exemplo, ao projeto estrutural de um chassis, de um sistema de exaustão de gases ou funcionamento térmico do motor.

Um Engenheiro Automotivo pode desenvolver um sistema de freio, suspensão e direção, motorização e transmissão de potência, mecanismos de segurança e tecnologias (alternativas) de combustível. O curso da Engenharia Automotiva da UFSC exige o mínimo de 10 semestres presenciais, complementado com o estágio obrigatório e a realização de atividades complementares (extracurriculares). Conheça o dia-a-dia do aluno da Automotiva em Vida Acadêmica.

 

 O que esperar

O trabalho na área da Engenharia Automotiva é desenvolvido em ambiente de escritório, laboratórios de ensaios e oficinas mecânicas, ou na linha de produção. Dependendo da sua atividade, irá passar mais tempo no escritório com um computador, ou intercalando com momentos em campo. Apesar da grande concentração de empresas automotivas na Grande São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte, existem diversas empresas, montadoras e sistemistas, distribuídas nas mais diferentes regiões do país, incluindo os campos de prova responsáveis pela realização dos testes veiculares. O dia-a-dia do Engenheiro Automotivo pode ser viajar frequentemente entre as plantas ou no atendimento aos clientes, se estiver trabalhando em um fornecedor.

O mercado de trabalho na área automotiva compreende as indústrias montadoras de carros, veículos comerciais (caminhões e ônibus) e especiais/ específicas (tratores, betoneiras, militar etc) e motocicletas; empresas especializadas, como frotistas, laboratórios e centros de desenvolvimento de produto, fornecedores de componentes automotivos, indústria petrolífera de combustível e óleo, agências de consultoria do ramo e entre outras possibilidades de trabalho. Pela correlação do curso à engenharia mecânica, muitos dos profissionais também têm atuado nas indústrias mecânicas em geral. Então, a formação na Engenharia Automotiva possibilita um grande leque de oportunidades na carreira, tanto técnica, acadêmica ou gerencial. A requisição do mercado por novos produtos veiculares com motorização elétrica ou híbrida e veículos autônomos traz, cada vez mais, uma enorme necessidade por estes profissionais, “entendedores” e inovadores de subsistemas automotivos.

 

Responsabilidades

Um Engenheiro Automotivo, dependendo de sua área de especialização, pode ser solicitado a atuar para:

  • Usar as ferramentas computacionais do CAD para produzir ideias e projetos;
  • A seleção apropriada de material a um componente específico do produto;
  • Solucionar problemas da engenharia usando princípios da mecânica, elétrica, hidráulica, termodinâmica, pneumática etc;
  • Construir protótipos de componentes e testá-los experimentalmente;
  • Avaliar necessidades de clientes e legislação governamental durante o desenvolvimento de novos produtos e processos de fabricação;
  • Preparar documentos e relatórios com estimativas de custos e tempo e especificações técnicas do produto;
  • Supervisionar e inspecionar a instalação e ajuste de sistemas mecânicos em plantas industriais;
  • Investigar falhas mecânicas e problemas de manutenção;
  • Lidar com e gerenciar os fornecedores;
  • Gerenciar as atividades de projeto, incluindo gastos, cronogramas, recursos, staff e qualidade;
  • Participar de testes experimentais em veículos para homologação e validação.

 

Habilidades e competências desenvolvidas no curso

O curso da Engenharia Automotiva permite que você desenvolva e melhore as habilidades e competências para atuar como um engenheiro. São elas:

  • Competência na área técnica e numérica com entendimento da sua aplicação ao projeto e produção de produto veicular;
  • Habilidade para analisar e interpretar dados na solução de problemas;
  • Habilidade para se comunicar e trabalhar em equipe com colegas e clientes, mas ganhando responsabilidade pela sua atividade específica;
  • Habilidade na gestão do tempo e organização para garantir o atendimento de cronogramas do projeto e execução;
  • Habilidade para trabalhar com restrições, como custo;
  • Comprometimento com atualizações tecnológicas da engenharia e produto;
  • Conhecimento de indústrias e área comercial do setor automotivo.

A lista de habilidades/ competências pode ser significativamente maior com as experiências fora da sala de aula, como estágios na indústria, intercâmbio para outros países, atividades extracurriculares, como um aluno do Formula ou numa Iniciação Científica. Essas são algumas das oportunidades para o crescimento e melhor preparação ao mercado de trabalho disponível ao aluno motivado para atuar na Engenharia Automotiva!

 


 

O que é o projeto Fórmula SAE?

O Projeto Fórmula SAE é uma competição de desenvolvimento de produto, onde os estudantes devem conceber, projetar, fabricar, e competir com pequenos carros de corrida estilo fórmula.

As equipes melhor classificadas ganham o direito de representar o Brasil em duas competições internacionais realizadas nos EUA. As restrições impostas na estrutura do carro e no motor fazem com que o conhecimento, a criatividade e a imaginação dos estudantes sejam desafiado!!
O carro deve ser construído por um grupo de alunos em um período de um ano e ser levado para a competição anual para julgamento e comparação com outros veículos de faculdades e universidades de todo o país.

Foto: Formula CEM

O resultado final é uma grande experiência para jovens graduandos em um complexo projeto de engenharia, assim como a oportunidade de trabalhar em um dedicado esforço de equipe, que tem como maior motivação, o aprendizado!

Conheçam mais sobre a equipe acessando a página do  Fórmula Cem.